OGM: um compasso de espera

quarta-feira, março 22, 2006

Descoberto gene que pode controlar início da vida

Um grupo de cientistas britânicos descobriu um gene que poderá controlar um dos primeiros momentos da criação da vida humana, quando o espermatozóide fecunda o óvulo, noticia esta sexta-feira o diário britânico «The Times».
O gene, a que os investigadores deram o nome de "HIRA", permite que o ADN dos dois progenitores se una depois da fecundação.Os primeiros quinze minutos são determinantes, por ser nesse período que o gene se activa e propicia a divisão do óvulo fecundado.Os cientistas, da Universidade de Bath (sul de Inglaterra), descobriram que a ausência ou a mutação do "HIRA" no momento da fecundação impede o processo de formação do embrião, mesmo depois de ter sido fecundado por esperma em bom estado.Embora até agora este gene só tenha sido estudado em moscas da fruta, os cientistas pensam que este processo genético é importante em todas as espécies que se reproduzem sexualmente, incluindo a humana.Tim Karr, o coordenador do estudo, afirmou que «o ADN do espermatozóide deve combinar-se com o ADN materno, no primeiro acto da fertilização genética», o que mostra a importância do gene "HIRA".